Chamada Urgente por Protestos e Ações Globais nas Embaixadas Australianas no dia 07 de Nov. em Solidariedade com Refugiadxs em Manus

MANUS

PEDIDO URGENTE PELXS EX-DETIDXS DA RISE POR PROTESTOS E AÇÕES NO DIA DA MELBOURNE CUP* PARA CHAMAR À ATENÇÃO DO MUNDO DIANTE DA ESCALADA CRISE ENFRENTADA PELXS REFUGIADXS MANTIDXS REFÉM PELA AUSTRÁLIA EM MANUS

05.11.17: xs ex-detidxs da RISE pedem urgentemente protestos e outras ações a serem realizadas na próxima terça-feira, 07 de novembro de 2017, no dia da Melbourne Cup, um evento internacional, para chamar a atenção do mundo da crescente crise enfrentada pelxs detidxs presos pela Governo australiano na ilha de Manus, em Papua Nova Guiné. Também pedimos axs nossxs apoiantes que realizem protestos e ações internacionais no dia em embaixadas australianas em todo o mundo para mostrar sua solidariedade com a nossa comunidade e #SanctionAustralia por seus crimes contra a
humanidade.

Nos últimos dias, xs detidxs em Manus não tiveram acesso a comida, água e remédios. Estas são necessidades básicas para manter uma pessoa viva e estão sendo deliberadamente e sistematicamente tiradas pelo governo australiano. Nenhumx refugiadx quer ser deixado no limbo, mas o governo australiano sempre mostrou falta de transparência e responsabilidade, rompendo a fé com xs Refugiadxs.

Xs detidxs se recusam a deixar o campo de detenção da Austrália em Manus porque elxs simplesmente estão sendo transferidxs para outra forma de detenção. O governo australiano deve imediatamente conceder proteção permanente na Austrália para xs detentxs em Manus, bem como aquelxs que eles levaram para a Ilha de Nauru. Tanto o governo australiano como o governo da Nova Zelândia também devem garantir que todxs xs detidxs tenham a mesma opção na Nova Zelândia, então eles têm escolha e ambos os governos devem tomar medidas imediatas para evacuá-lxs depois de lhes
concederem vistos de proteção permanente. Xs refugiadxs trazidos para a Austrália dos campos de tortura de Manus e Nauru para tratamento médico também devem receber a mesma opção. Este é o mínimo: o status de visto e um país para viver nunca compensará nossa comunidade em campos de tortura australianos.

Houve muitas investigações e muitos relatos de estupro, abuso sexual e tortura nos campos de detenção de refugiadxs australianos desde que foram abertos há mais de 25 anos, mas esses abusos continuam porque nenhum Ministro da Imigração ou representante do governo australiano foi responsabilizado. A depressão, o suicídio e outras doenças mentais são penetrantes nos centros de detenção australianos, e muitas vezes são o resultado direto da experiência da própria detenção e não devemos ficar
em silêncio.

Por favor, tome medidas e #SanctionAustralia para enviar uma mensagem forte ao governo australiano e mostre ao mundo que você não está de acordo com o regime de detenção administrativa criminal da Austrália implementado há mais de 25 anos contra nxs, refugiadxs. A comunidade internacional também deve condenar a Austrália, membro do conselho de direitos humanos das Nações Unidas, a explorar países menos favorecidos como Papua Nova Guiné e Nauru e usá-los como proxies para levar a cabo
abusos de direitos humanos contra refugiadxs.

Saudações,
RISE Ex-detainee Team
RISE : Refugee Survivors and Ex-detainees
#SanctionAustralia

(via RISE: Refugee Survivors and Ex-Detainees)

*Corrida anual de cavalos

(traduzido por Turba Negra)

This entry was posted in #SanctionAustralia, Australia, Free The Refugees, International Solidarity, Manus Island, Refugee Struggle, Refugees, Repression, RISE : Refugee Survivors and Ex-detainees, so-called 'Australia'. Bookmark the permalink.